Núcleo de Estudos de Economia Catarinense
  • Faixas etárias de 10-19 e 20-29 anos apresentaram os maiores aumentos de casos no mês de novembro

    Publicado em 30/11/2020 às 8:50

    Foi publicada a edição de número 30 do Boletim da Covid-19 em Santa Catarina. O título da edição é: “faixas etárias de 10-19 e 20-29 anos apresentaram os maiores aumentos de casos no mês de novembro” e foi assinada pelo professor Lauro Mattei, coordenador geral do Necat/UFSC.

    Para fazer a leitura completa, basta clicar aqui ou acessar a aba Boletins.


  • 17ª edição da Revista Necat traz Dossiê sobre os impactos da Covid-19 em Santa Catarina

    Publicado em 27/11/2020 às 14:50

    Desde o início da pandemia causada pelo novo coronavírus o Necat/UFSC vem realizando estudos e debates sobre os impactos da Covid-19 na socioeconomia catarinense. Dada a importância de se ter um acompanhamento mais qualificado dos impactos da grave crise atual, em sua 17ª edição a Revista NECAT apresenta o Dossiê I – Impactos da Covid-19 em Santa Catarina, composto por um conjunto de estudos realizados pelo Núcleo, com o objetivo de divulgar seus resultados junto à comunidade acadêmica e à sociedade em geral.

    A revista completa pode ser acessada aqui: Dossiê I – Impactos da Covid-19 em Santa Catarina

    Artigos do Dossiê:

    Impactos da pandemia sobre o setor industrial catarinense, de Lauro Mattei e Matheus Rosa;

    Impactos da Covid-19 sobre o setor de serviços no Brasil e em Santa Catarina nos primeiros oito meses de 2020, de Lilian de Pellegrini Elias, Mateus Victor Fronza e Lauro Mattei;

    O mercado de trabalho catarinense diante da crise da Covid-19, de Vicente Loeblein Heinen;

    Impactos da Covid-19 sobre o mercado formal de trabalho em Santa Catarina até setembro de 2020, de Lauro Mattei, Vicente Loeblein Heinen e Maria Eduarda Munaro.

    A Revista NECAT encontra-se disponível em nova plataforma, onde também podem ser conferidas suas edições anteriores.


  • Santa Catarina tem 10 mil novos casos a cada 2 dias, assinala o Boletim da COVID-19 nº 29

    Publicado em 23/11/2020 às 10:00

    Foi publicada a edição de número 29 do Boletim da Covid-19 em Santa Catarina. O título da edição é: “Santa Catarina tem 10 mil novos casos a cada 2 dias” e foi assinada pelo professor Lauro Mattei, coordenador geral do Necat/UFSC.

    Para fazer a leitura completa, basta clicar aqui ou acessar a aba Boletins.


  • Produção Industrial de Santa Catarina em setembro continuou tímida e acumulado permanece negativo

    Publicado em 21/11/2020 às 14:37

    Por: Matheus Rosa [1] e Lauro Mattei [2]

    Os dados divulgados recentemente pela Pesquisa Industrial Mensal do IBGE (PIM-PF) revelam que ainda há um longo caminho para a reversão dos impactos negativos causados pela crise da pandemia da COVID-19 no desempenho industrial de Santa Catarina.

    No âmbito do país a produção física se expandiu 2,6% em setembro, reafirmando uma queda do ritmo de recuperação em relação aos meses imediatamente anteriores (3,6% em agosto, 8,6% em Julho e 9,6% em Junho). Nas diversas unidades da federação pesquisadas, em apenas sete delas foi verificado um desempenho acima da média nacional, bem como um desempenho inferior ao país nos outros sete estados. Dentre aquelas unidades federativas que mais expandiram a produção física destacam-se o Paraná (7,7%), Amazonas (5,8%) e Espírito Santo (5%). Já dentre aquelas com piores desempenhos encontra-se o Mato Grosso (-3,7%), Rio de Janeiro (-3,1%) e Pará (-2,8%).
    Continue a leitura » »


  • No mês de setembro de 2020 o setor de serviços atingiu o patamar pré-pandemia no estado de Santa Catarina

    Publicado em 19/11/2020 às 16:11

    Por: Mateus Victor Fronza *Lilian de Pellegrini Elias ** e Lauro Mattei ***

    A pandemia da COVID-19 provocou um efeito abrupto e profundo no setor de serviços da economia catarinense entre os meses de março e abril, como mostra a série histórica apresentada pelo Gráfico 1. A partir de maio o setor vem apresentando uma recuperação lenta, porém, consistente, de tal forma que em setembro retornou ao patamar semelhante ao período anterior ao início da pandemia. No entanto, como já discutido nos textos anteriores, o setor já não apresentava grande dinamismo no ano anterior e no início de 2020, período pré-pandemia. O indicador de volume de serviços do início de 2020 apresentava o mesmo patamar do início de 2011, quando essa série passou a ser disponibilizada pelo IBGE. Todavia, o resultado de setembro de 2020 ainda está longe do patamar obtido em 2014, quando se verificou o auge da série. (IBGE, 2020).

    Gráfico 1: Volume de serviços em Santa Catarina (índice base fixa com ajuste sazonal, 2014=100)

    Gráfico 1

    Fonte: PMS 2020 (IBGE); Elaboração: Necat/UFSC

    Continue a leitura » »


  • Santa Catarina tem uma explosão de casos ativos, informa o Boletim da Covid em SC Nº 28

    Publicado em 16/11/2020 às 9:39

    Foi publicada a edição de número 28 do Boletim da Covid-19 em Santa Catarina. O título da edição é: “Santa Catarina tem uma explosão dos casos ativos” e foi assinada pelo professor Lauro Mattei, coordenador geral do Necat/UFSC.

    Para fazer a leitura completa, basta clicar aqui ou acessar a aba Boletins.


  • 60% dos casos ativos de COVID-19 estão em 3 microrregiões de Santa Catarina

    Publicado em 07/11/2020 às 22:51

    Foi publicada a edição de número 27 do Boletim da Covid-19 em Santa Catarina. O título da edição é: “Microrregiões de Florianópolis, Blumenau e Itajaí concentram 60% dos casos ativos do estado” e foi assinada pelo professor Lauro Mattei, coordenador geral do Necat/UFSC.

    Para fazer a leitura completa, basta clicar aqui ou acessar a aba Boletins.


  • Núcleo de Estudos da UFSC avalia os efeitos da pandemia na economia catarinense

    Publicado em 04/11/2020 às 10:31

    O Necat/UFSC foi tema de notícia recentemente publicada pela FAPEU. Para conferir a notícia na integra, acompanhe abaixo ou clique no link:

    “Um projeto desenvolvido pelo Núcleo de Estudos de Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) está acompanhando e avaliando os efeitos da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus na economia catarinense. A iniciativa tem apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão Universitária (Fapeu), que faz a gestão financeira dos recursos. “A Fapeu desempenha um importante papel, tanto no sentido de viabilizar a transferência de recursos da conta única da UFSC para serem utilizadas pelo Necat, como no próprio acompanhamento e suporte às atividades do projeto de estudo que estão em andamento”, destaca o professor Lauro Mattei, coordenador do trabalho e do Necat.

    O projeto começou oficialmente em agosto deste ano e tem previsão de ser desenvolvido até o final de 2021. A proposta inicial era mais restrita, analisando apenas os impactos econômicos e sociais promovidas pelo Governo do Estado de SC, porém com o advento da pandemia os estudos ganharam novo rumo e a temática dos efeitos do novo coronavírus hoje ocupa grande parte da agenda da equipe do Necat.
    Continue a leitura » »


  • O foco da expansão da COVID-19 continua sendo a região conurbada de Florianópolis

    Publicado em 01/11/2020 às 11:51

    Esse é o tema do Boletim da COVID-19 em Santa Catarina nº 26, publicado dia 1º de novembro.

    A edição escrita pelo professor Lauro Mattei apresenta a continuidade do avanço da doença, ressaltando principalmente o polo no entorno de Florianópolis. O boletim leva o título: “A área conurbada da capital catarinense continua sendo o foco de contágio da COVID-19 em Santa Catarina

    Para fazer a leitura completa, clique aqui ou acesse a aba boletins.


  • Curso de extensão em vídeo: Bases de dados do mercado de trabalho no Brasil

    Publicado em 30/10/2020 às 9:29

    O Necat/UFSC, em parceria com o Neptqsal/PPGSS/UFSC, ofereceu o curso de extensão “Acesso e utilização das bases de dados do mercado de trabalho no Brasil”.

    O curso foi realizado em reuniões virtuais, entre os dias 13 de outubro e 3 de novembro. A partir da gravação dos encontros, foram geradas as videoaulas que podem ser conferidas abaixo:

    Parte 1

    Continue a leitura » »


  • Recuperação do setor de serviços em Santa Catarina nos primeiros oito meses de 2020 foi incapaz de reverter as perdas sofridas na pandemia

    Publicado em 28/10/2020 às 10:00

    Por: Mateus Victor Fronza *Lilian de Pellegrini Elias ** e Lauro Mattei ***

    A série histórica do setor de serviços se inicia em 2018 com o objetivo de mostrar a forte oscilação provocada pela greve dos caminhoneiros que ocorreu no primeiro semestre de 2018. Tal episódio, apesar de ter tido uma curta duração, provocou efeitos expressivos sobre o Produto Interno Bruto (PIB) daquele ano. Já a pandemia da COVID-19 provocou efeitos abruptos e profundos entre os meses de março e maio, conforme pode ser observado por meio do Gráfico 1. Tal figura também revela que o processo de recuperação das perdas é bastante lento, sendo que no mês de agosto o índice ainda se encontrava cinco pontos abaixo do valor observado no mês de janeiro de 2020.

    Gráfico 1: Volume de serviços (índice base fixa com ajuste sazonal, 2018=100)

    pms sc

     Fonte: PMS (2020); Elaboração: Necat/UFSC

    Continue a leitura » »


  • A microrregião de Florianópolis segue com a maior taxa de contágio da Covid-19 em Santa Catarina

    Publicado em 26/10/2020 às 13:01

    Foi publicada a edição de número 25 do Boletim da Covid-19 em Santa Catarina. O título da edição é: “A microrregião de Florianópolis continua apresentado a maior taxa de contágio da COVID-19 no Estado de Santa Catarina” e foi assinada pelo professor Lauro Mattei, coordenador geral do Necat/UFSC.

    Para fazer a leitura completa, basta clicar aqui ou acessar a aba Boletins.


  • A queda dos rendimentos do trabalho em Santa Catarina durante a pandemia da Covid-19

    Publicado em 20/10/2020 às 19:09

    Por: Vicente Loeblein Heinen [1] e Lauro Mattei [2]

    A perda de rendimentos do trabalho é um dos aspectos mais críticos da crise associada à pandemia do novo coronavírus no Brasil. Com a queda abrupta do número de horas trabalhadas e o fechamento massivo de postos de trabalho em diversos setores, houve um aumento rápido da população sem renda do trabalho, ao mesmo tempo em que os trabalhadores que conseguiram se manter ocupados tiveram seus rendimentos efetivos reduzidos. No conjunto do país, esses movimentos provocaram uma queda da massa salarial da ordem de 20%, com resultados negativos em todas as unidades da federação.

    Embora essa queda tenha sido parcialmente compensada por rendimentos de outras fontes (com destaque para o Auxílio Emergencial), ela acabou agravando ainda mais a situação do mercado de trabalho de Santa Catarina, onde os rendimentos do trabalho representam aproximadamente 75% da renda total das famílias[3], uma vez que esses rendimentos já se encontravam praticamente estagnados desde 2014[4].
    Continue a leitura » »


  • Caiu o ritmo de recuperação da Indústria Catarinense no mês de agosto e acumulado do ano ainda é negativo

    Publicado em 19/10/2020 às 18:35

    Por: Matheus Rosa [1] Lauro Mattei [2]

    Breves notas sobre a produção industrial no país

    O crescimento da produção industrial do país no mês de agosto (3,2%) caiu em relação ao mês de julho, quando essa taxa de crescimento foi de 8,3%. Essa desaceleração atingiu onze das 15 unidades da federação pesquisadas, sendo que apenas sete delas cresceram acima da média nacional. Chama atenção que três unidades da federação apresentaram resultados negativos em relação mês anterior: PE (-3,9%); ES (-2,7%) e MG (-0,4%).

    Quando se analisa a produção de agosto de 2020 em relação ao mesmo mês do ano anterior, verifica-se que o agregado do país permaneceu negativo da ordem de 2,7%. Apenas cinco unidades da federação apresentaram resultados positivos: PE (+10%); CE (+5,3%); RJ (+4%); GO (+3,1%) e AM (+0,7%). Já Santa Catarina apresenta um desempenho negativo da ordem de 1,3%.

    Do ponto de vista do acumulado do ano (jan-ago/20) em relação a igual período do ano anterior, apenas três das quinze unidades da federação pesquisadas apresentaram resultados positivos: Rio de Janeiro (2,4%), GO (1,8%) e PE (0,9%). Todas as demais unidades da federação apresentaram resultados negativos expressivos, com destaque para os casos de ES (-18,9%), CE (-14,8%), AM(-13,7%), RS (-12,4%), SC (-11,9%) e São Paulo (-11,1%), todas com taxas acima de dez pontos percentuais. Já o percentual do país ficou próximo a 9%.

    Essas informações são bastante reveladoras do quadro dramático presente na indústria brasileira, o qual foi apenas agravado pela pandemia, uma vez que desde o início da crise econômica em 2015 a produção física da indústria do país vinha dando demonstrações de crises sistêmicas.
    Continue a leitura » »


  • A microrregião de Florianópolis é o novo epicentro da COVID-19 em Santa Catarina

    Publicado em 18/10/2020 às 19:23

    Foi publicada a edição de número 24 do Boletim da Covid-19 em Santa Catarina. O título da edição é: “A microrregião de Florianópolis é o epicentro atual da expansão da COVID-19 em Santa Catarina” e foi assinada pelo professor Lauro Mattei, coordenador geral do Necat/UFSC.

    Para fazer a leitura completa, basta clicar aqui ou acessar a aba Boletins.