Retrospectiva 2020: Blog do Necat

29/12/2020 16:25

Apesar do fechamento dos prédios da Universidade, 2020 foi um ano muito ativo para a equipe do Necat. Ao longo deste ano, o Núcleo intensificou sua incidência no debate público, oferecendo análises sobre os temas mais patentes à socioeconomia catarinense. Um dos mecanismos para tanto foi o Blog do Necat, fundado em maio como mais uma forma de aproximar a comunidade das produções do Núcleo. O sucesso dessa iniciativa é atestado pelos bons índices de acessos dos mais de 30 textos já publicados do blog. A seguir, apresentamos uma retrospectiva destes textos, segundo os principais eixos temáticos abordados ao longo do ano:
(mais…)

Confira a lista dos 10 artigos mais acessados da Revista Necat em 2020

24/12/2020 10:12

Em 2020 a Revista Necat completou seu 9º ano de existência. Desde sua primeira edição, o periódico trouxe importantes contribuições para o debate da socieoeconomia catarinense, consolidandndo-se como referência bibliográfica na área. Os assuntos de interesse da Revista vão desde demografia, até políticas públicas, mercado de trabalho, economia rural, regional e urbana, dentre outros. Essa diversidade se expressa na lista dos artigos mais acessados em 2020, conforme relacionados a seguir:

1. “Fontes de dados demográficos e estudos de população em Santa Catarina” de Luís Felipe Aires Magalhães | Ano 4, Nº 7 (2015), com 75.664 acessos.

2. “As transformações no mundo do trabalho e as tendências das relações de trabalho na primeira década do Século XXI no Brasil” de José Dari Krein | Ano 2, nº 3 (2014) com 12.624 acessos.

3. “Migrações Internas no Brasil: Tendências para o século XXI” de Rosana Baeninger | Ano 4, nº 7 (2015) com 10.089 acessos.

4. “A dinâmica demográfica de Santa Catarina no período pós-1991” de Carla Craice e Thiago Pezzo | Ano 4, nº 7 (2015) com 10.039 acessos.

5. “De-industrialisation, ‘Premature’ De-industrialisation and the Dutch-Disease” de José Gabriel Palma | Ano 3, Nº 5 (2014), com 8.945 acessos.

6. “Migrações, desruralização, urbanização e violência em Santa Catarina” de Juliano Giassi Goularti | Ano 4, nº 7 (2015), com 7.396 acessos.

7. “Características socioeconômicas da região do extremo sul catarinense: uma análise entre o rural e o urbano“, de Dimas de Oliveira Estevam, Tiago P. Jorge e Giovana Ilka J. Salvaro | Ano 3, nº 7 (2015), com 5.198 acessos.

8. “Programas Governamentais e manutenção da agricultura familiar: O território rural do Alto Vale do Itajaí” de Andrei Stock, Simone C. Piontkewicz e Valmor Schiochet | Ano 6, Nº 11 (2017), com 3.989 acessos.

9. “Padrões de crescimento e integração da economia regional brasileira no século XX e início do XXI“, de Beatriz Tamaso Mioto, Pietro Caldeirini Aruto e Fernando Cézar de Macedo | Ano 3, nº 6 (2015), com 2.684 acessos.

10. “Impactos da crise econômica no mercado de trabalho catarinense: uma análise do triênio 2015-2017“, de Leandro dos Santos e Pietro Caldeirini Aruto | Ano 7, nº 14 (2018), com 2.459 acessos.

Para acessar todas as edições da Revista NECAT, clique aqui.

17ª edição da Revista Necat traz Dossiê sobre os impactos da Covid-19 em Santa Catarina

27/11/2020 14:50

Desde o início da pandemia causada pelo novo coronavírus o Necat/UFSC vem realizando estudos e debates sobre os impactos da Covid-19 na socioeconomia catarinense. Dada a importância de se ter um acompanhamento mais qualificado dos impactos da grave crise atual, em sua 17ª edição a Revista NECAT apresenta o Dossiê I – Impactos da Covid-19 em Santa Catarina, composto por um conjunto de estudos realizados pelo Núcleo, com o objetivo de divulgar seus resultados junto à comunidade acadêmica e à sociedade em geral.

A revista completa pode ser acessada aqui: Dossiê I – Impactos da Covid-19 em Santa Catarina

Artigos do Dossiê:

Impactos da pandemia sobre o setor industrial catarinense, de Lauro Mattei e Matheus Rosa;

Impactos da Covid-19 sobre o setor de serviços no Brasil e em Santa Catarina nos primeiros oito meses de 2020, de Lilian de Pellegrini Elias, Mateus Victor Fronza e Lauro Mattei;

O mercado de trabalho catarinense diante da crise da Covid-19, de Vicente Loeblein Heinen;

Impactos da Covid-19 sobre o mercado formal de trabalho em Santa Catarina até setembro de 2020, de Lauro Mattei, Vicente Loeblein Heinen e Maria Eduarda Munaro.

A Revista NECAT encontra-se disponível em nova plataforma, onde também podem ser conferidas suas edições anteriores.

Desigualdade de renda cresceu em Santa Catarina em 2019

24/09/2020 11:23

As tabelas referentes ao Índice de Gini de Santa Catarina foram atualizadas no site do Necat. Agora foram incluídos também os índices calculados a partir dos dados anuais da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílios (PNAD) Contínua do IBGE.

No caso da distribuição do rendimento domiciliar per capita, o índice de Gini catarinense passou de 0,417 para 0,422 entre 2018 e 2019. Já no caso da distribuição do rendimento médio mensal real da população ocupada, em todos os trabalhos, o índice estadual era de 0,398 em 2018, tendo subido para 0,405 na média de 2019. Esses dados indicam que, embora Santa Catarina matenha-se com a melhor distribuição de renda relativa dentre todas as unidades da federação, a desigualdade de renda tem crescido no estado. 
(mais…)

Confira como foi o debate “O impacto da pandemia nos preços dos alimentos”

15/09/2020 20:58

O evento “Impactos da Pandemia nos Preços dos Alimentos“, organizado pelo Necat/UFSC, foi realizado em sala virtual no dia 15/09/20. O tema foi debatido por Lauro Mattei, professor do Departamento de Economia e Relações Internacionais da UFSC e Coordenador Geral do Necat; Haroldo Tavares Elias, da CEPA/EPAGRI; e Mauricio Mulinari, do DIEESE.

Confira como foi o evento no vídeo abaixo.

Divulgados os dados da evolução do emprego formal de Santa Catarina em 2018

04/11/2019 15:22

O Necat concluiu a atualização de sua série de dados referentes à Evolução dos Postos Formais de Trabalho, com base nos dados mais recentes da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS),datados de 2018.

As tabelas disponibilizadas contam tanto com os agregados de Santa Catarina, quanto com os dados relativas a cada uma das mesorregiões do estado. Essas informações são organizadas segundo setores e subsetores de atividade econômica, sexo, escolaridade, faixa etária, jornada de trabalho e remuneração mensal dos postos de trabalho, abrangendo o período que vai de 1991 até 2018.

Além disso, estão disponíveis também cruzamentos de dados, relacionando diferentes atributos do mercado de trabalho formal. Dessa forma, é possível analisar a dispersão dos postos formais de trabalho entre ramos de atividade econômica e sexo dos trabalhadores, quais são os setores de atividade econômica mais bem remunerados e assim por diante.

Necat dá início às atividades do Grupo de Estudos de Formação Econômica de Santa Catarina

01/10/2019 16:52

A temática da economia regional tem sido pouco abordada nos currículos convencionais da UFSC. Mesmo no curso de Economia, a maioria dos estudantes formam-se sem um contato mínimo com a socioeconomia de Santa Catarina. No intuito de ajudar a cobrir essa lacuna, o Necat está criando o Grupo de Estudos de Formação Econômica de Santa Catarina (GEFESC), cujo objetivo é ler e interpretar o livro Formação Econômica de Santa Catarina, de Alcides Goularti Filho.

Publicada originalmente em 2002, essa obra já se tornou um clássico da historiografia econômica de Santa Catarina. Em suas 340 páginas, o livro fornece o que é provavelmente a mais bem-acabada abordagem do processo de constituição da economia catarinense, estabelecendo uma periodização que vai de 1880 até o liminar do século XXI.

Encontros

O planejamento inicial é que o Grupo se reúna semanalmente para debater os capítulos do livro. Para tanto, é necessária a leitura prévia de cada capítulo, conforme cronograma a ser estabelecido no primeiro encontro, que está marcado para dia 7 de outubro (segunda-feira), às 16h na sala 002 CSE (térreo do bloco salas de aula).

Além de estabelecer o cronograma, o primeiro encontro contará com a presença do coordenador do Necat, professor Lauro Mattei, e debaterá a Introdução e o Capítulo 1 do livro Formação Econômica de Santa Catarina (aproximadamente 30 páginas). O livro encontra-se disponível na Biblioteca Universitária, mas também pode ser acessado por meio dos integrantes do grupo.

Interessados, favor entrar em contato pelo e-mail necat.ufsc@gmail.com, ou pelo Facebook.

Após a conclusão das atividades do semestre, o Necat disponibilizará certificados de horas complementares para os participantes das atividades.

  • Página 1 de 3
  • 1
  • 2
  • 3